Apresente-se


#1

Olá, pessoal

Estou iniciando esta thread “quebra gelo” com o intuito de ajudar o fórum USPGameDev a se tornar uma comunidade a qual pessoas interessadas na produção de jogos digitais possam interagir e colaborar umas com as outras. E nada melhor para os membros de uma comunidade do que conhecer uns aos outros.

Assim sendo, esse sou eu:

Meu nome é Vinícius Kiwi Daros, nasci em 1988 e estou no 4* ano de BCC (Bacharelado em Ciência da Computação) no IME - USP.
Desde pequeno gostava muito de jogos eletrônicos e minha vida como jogador pode ser dividida até hoje em três “eras”: MasterSystem III, PlayStation 1 e PC. Atualmente, jogo praticamente apenas jogos de computador, mas de vez em quando até brinco com meu Play1 antigão ou com o MasterSystem :!: Sim! Ainda está funcionando :!: :smiley:

Antes de entrar no IME, eu fiz curso técnico de Informática na ETESP, onde tentei fazer um jogo de plataforma junto com alguns colegas - mas não deu certo…
No IME, tive oportunidade de fazer dois jogos relativamente completos em disciplinas de Laboratório de Programação 1 e 2. Mas por motivos embaraçosos já não consigo mais rodar os jogos e nem dá para publicar. ¬¬’

Depois disso, ajudei no “nascimento” do USPGameDev e tenho trabalhado no Horus eye desde então.

Além disso, faço algumas outras coisas: Iniciação científica, sou RC (representante de classe), pratico baseball, bla bla bla…

Sou bem eclético quantos aos gêneros de jogos, então não tenho um tipo preferido. Mas alguns títulos que mais gosteis são: Sonic (MasterSystem), Chrono Cross (PlayStation), Age of Empires 2 (PC), Unreal Tournament 2004 (PC), C&C - Red Alert 3 (PC) e Street Fighter IV (PC).

É isso. :wink:

Abraços,

Vinícius


#2

Bom pessoal, eu sou o Felipe “Limão” Maia (antes que perguntem, não, não sou azedo xD).

Um dos fundadores deste grupo (terceira tentativa de consolidar um grupo dedicado, e pelo visto, este está dando certo).
Creio que igualmente aos demais do grupo, adorava e ainda adoro jogos eletrônicos, e tomando um gosto por jogos antigos (as músicas me fascinam), começando com Sonic do Mega Drive, passando pelo nintendo64…ah, Zelda … saudades. (risos).
E pelas 3 gerações de PlayStation.

Essa paixão por games se intensificou na 8ª série, onde encontrei um grande amigo (Paulinho), e decidimos, já naquele tempo, montar uma empresa de games. Bom, cada um foi para sua área, mas o sonho continua (creio que isso seja mais importante, nunca desistir do que você realmente quer e gosta).

Gêneros preferidos, creio que são os tipos de jogos que desafiam o jogador, podendo ser o bom e velho Xadrez, ou então o Go, ou então uma boa estratégia, quem sabe uma ótima história num RPG. Bem, varia bastante. Sou fácil de ser agradado com games, mas de forte opinião.

Atualmente, devido à alta carga de aulas (dica do dia: nunca peguem 10 matérias…toma muito tempo), mais trabalho, não posso contribuir diretamente com o grupo, mas estou aprendendo diversas coisas que, acredito eu, serão essenciais para futuros projetos (novas linguagens, 3D, servidores).

Bom, aqui é apenas uma apresentação, e não história de vida. hehe Creio que falei mais do que devia, mas qualquer dúvida sobre a minha pessoa e/ou sobre o grupo, não hesite em perguntar. Ficarei feliz em poder ajudar. (mesmo porque o intuito de criar o grupo era ensinar qualquer pessoa que tivesse interesse em aprender)

Contato: maia.felipec@gmail.com


#3

Meu nome é Alexandre e eu adoro ver horário político.

Sou o cara do [size=99px]Open Sonic[/size] Open Surge, um game que é feito desde 2008 junto com uma galera espalhada pelo planeta no tempo livre.

assim como o limão, também estou meio afastado do grupo, mas, no Horus Eye, ajudei na concepção e no desenvolvimento da infraestrutura básica do código (framework). também sou um dos fundadores. o horus eye está ficando siniiiistro! :mrgreen:


#4

Oi! Meu nome é Samuel Plaça, tenho 20 anos e sou natural de São Paulo – mas morei por 6 anos em Rio Claro (~180km da capital). Atualmente, estou cursando o 2º ano do BCC no IME-USP.

Meu interesse por jogos vem desde cedo, quando meus primos (todos mais velhos) foram me botando pra jogar coisas como Mario Bros. e Duckhunt. Em 95 ganhei meu próprio SNES e foi uma alegria inesquecível! =)

Quando decidi fazer Ciência da Computação já não pensava muito em desenvolver jogos. No entanto, quando surgiu a idéia do USPGameDev eu me animei bastante e resolvi aparecer na primeira reunião (ou foi na segunda?). Por isso foi uma sensação muito boa ver o release oficial do Horus Eye 1.0!

Fora isso, me diverti bastante também fazendo o joguinho na disciplina de Laboratório de Programação I. Ele acabou ficando incompleto, principalmente no aspecto visual, mas achei que ficou divertido ^^

Até hoje, meus jogos favoritos são Super Mario Bros. 3 e Donkey Kong Country 2. Pra não mencionar aqui metade da série Zelda também =P
Mas gosto de realmente muita coisa. Só não me dou tão bem com gêneros como estratégia (seja RTS ou por turno) e luta, mas é mais por noobagem minha que por ter algo contra esses jogos.
Infelizmente desde que entrei na faculdade ficou bem difícil encontrar tempo pra jogar… mas de vez em quando se dá um jeito =)

Fora jogos, me interesso bastante por música e cinema. Gosto muito de quadrinhos (e mangá) também, embora não conheça muita coisa.

Bem, acho que é isso! Tentei resumir mais ainda assim falei bastante hahaha!

Abraços,


#5

Olá, meu nome é André e no momento (2010) estou cursando o primeiro ano de Ciência da Computação na USP, e estou no grupo de jogos desde praticamente o começo do ano letivo.

Nascido em 1990 cresci jogando Snes com a minha irmã, jogos como Super Mario e Street Fighter marcaram a minha infância, depois ganhei um Playstation foi então que conheci Castlevania e Chrono Trigger e fiquei maravilhado -. Passei cerca de 80% do tempo da minha adolescencia jogando Warcraft III.

Tirando o Grupo de jogos nunca trabalhei em nada que envolvesse a criação de jogos.

Bom, acho q é só…

Tchau :smiley:


#6

Eu sou o Renan, AKA Miojo, e estou no segundo ano do BCC, apesar de ter entrado em 2008. Eu estava no grupo de jogos no começo, mas por questões de conflito de horário, fiquei fora por alguns meses.

Não me pergunte sobre meu passado. Memória ruim demais pra isso. Só lembro relatos de que aprendi a ler com um Odyssey 2.

Gêneros favoritos incluem: jogos de ritmo, Smash Bros (convenhamos, é um gênero por si só), JRPGs (apesar de fazer alguns meses que eu não jogo por eles exigirem tempo demias), TBSs simples (acho que xadrez e go entram nessa categoria) e FPSs. Definitivamente excluem MMORPGs. Especialmente os orientados a grind.

Não posso dizer que tenho trabalhado muito em criação de jogos. Mesmo depois que eu entrei no grupo. Eu sou um dos caras mais inúteis de lá. Pelo menos entre os que vão toda reunião.


#7

Oi pessoal!
Eu sou o Felipe, sou graduado em ciência da computação pela Universidade Mackenzie e estou fazendo mestrado no IME. Sempre me interessei por jogos. Estou pensando na possibilidade de fazer a dissertação sobre este assunto: talvez algum estudo comparativo das Game Engines disponíveis em Linux, seguido de algum desenvolvimento. Alguém teria alguma sugestão sobre isso?

Durante a graduação cheguei a “fazer um jogo” em uma disciplina de Desenvolvimento de Jogos, na época utilizei uma engine chamada Reality Factory (RF). O slogan da RF é “Games Without Programming”, na verdade só programávamos quando era para determinar o comportamento dos inimigos.

No mestrado cursei a disciplina de Introdução à Computação Gráfica, mas não desenvolvi jogo com meu grupo, na época preferimos criar uma ferramenta 3D com a qual crianças pudessem aprender algo de geometria, a ferramenta se chama K-Learning e o projeto ficou hospedado na seguinte página: http://www.ime.usp.br/~edu/compugrafica/.

Como jogador, comecei com o Mega-Drive quando tinha uns 7 anos, depois veio o Playstation na adolescência e atualmente jogo no computador ou no Playstation 2. Mas consigo jogar apenas durante as férias. Durante as aulas prefiro desligar o videogame e desinstalar os jogos do PC pois às vezes o vício é grande rs.

Entre os jogos que marcaram para mim aparecem: Sonic, Streets Of Rage, Resident Evil, Parasite Eve, Grand Theft Auto, Winning Eleven e outros.

Ah, parabéns pelo Horus Eye, está bem legal. Joguei um pouquinho mas ainda sou noob nele rs.

Bom, é isso.
Abraços


#8

Não é bem uma sugestão, mas enquanto discutimos a engine que usaremos no novo projeto, descobrimos esse link:

[url=http://gpwiki.org/index.php/Game_Engines]http://gpwiki.org/index.php/Game_Engines[/url]

É uma tabela comparando MUITAS engines, só que inclui tanto as que suportam quanto as que não suportam linux.

E só pra não ficar muito off-topic, vou (tardiamente) me apresentar também.

Eu me chamo Wil/Kazuo, nasci em 1990 e sou da turma de 2009 do BCC no IME. Estou acompanhando o USPGameDev desde a primeira reunião.

Antes de entrar para a USP estudei em um certo colégio particular onde estive circundado por existências inusitadas que compartilhavam dos meus gostos gamísticos. Chegamos até a jogar uns improvisos de RPG (aqueles com lápis, papel e dados). Então, mais ou menos quando passei do ensino fundamental para o colegial, entrei em contato com o infame TIbia. Depois de muito desiludido, descobri a existência dos OTS’s (Open Tibia Servers) onde você podia programar em C++ e Lua (yeah) para criar o seu próprio mundo Tibiano. Resolvi dar uma olhada e tive meu primeiro contato com a programação. Gostei muito e foi isso o que me fez pensar seriamente em fazer BCC.

Mas apesar desse ter sido minha principal motivação, em geral eu gosto dos diversos assuntos que acabamos estudando ao longo do curso.

Quanto ao meu repertório de games, ele é bem variado. Mais ou menos pela ordem em que joguei eles ao longo da vida, os que eu mais gostei foram:

Sonic (megadrive), Doom, Duke Nukem 3D, Mario64, Zelda (OoT, Majora,Twilight Princess), Pokemon, Mischief Makers (50 pontos pra quem conhecer), Paper Mario, Warcraft 3, Diablo I/II, GUNZ, FFTA, Fire Emblem (GBA/GC/WII), Fable, One Piece: Unlimited Adventure (Wii) e Touhou (6, 7 e 12.3 por enquanto).

Ah sim, também aprecio muito mangás e animes, mas pra não voltar a ser off-topic, melhor parar por aqui.


#9

Obrigado Kazuo!
Acho que esse link pode ser um bom começo.


#10

Olá, Felipe.
Bem vindo ao fórum!
Tema interessante para o mestrado. Mas, como o Kazuo mencionou, fica um pouco offtopic falar disso nessa thread. Mas vi que você já começou a discussão em outro post, então vou fazer alguns cometários lá. :wink:

Abraço,
Vinícius


#11

Oi, meu nome é Yugo Hattori. Primeiramente queria pedir para transformar meu usuário em Calouro. hehe
Tive contato com quase todos os videogames que chegaram no Brasil por questões de amigos que tinham gostos diversos. xD~ Gosto de vários jogos, mas o meu grande favorito é Earthbound (SNES) que provavelmente ninguém nunca jogou (uma pena).
A muito tempo fiz uns jogos, mas usando makers diversos. Faço Audiovisual, logo, programação is weak.
A principio acho q é só.


#12

Feito! :wink:

Vinícius


#13

Bom, meio tarde pra me apresentar aqui, mas lá vai: XD

Sou o brocoli (algumas raras pessoas talvez me conheçam pelo estranho apelido de “Julio”), tenho 21 anos, e estou cursando Matemática Pura no IME-USP. Sempre gostei muito de jogos eletronicos, desde bem pequeno jogava Sonic 2 e mais alguns jogos (memória ruim para coisas passadas) no megadrive. Depois tive um Super Nintendo com algumas (poucas) fitas muito legais. Passei então a jogar principalmente no PC (daquela época das revistas), com internet rápida passei a jogar jogos emulados, um ou outro MMO, e finalmente migrei para jogos menos comerciais ; começou com Stepmania, que me fez conhecer Touhou, que abriu para mim as portas do mundo de jogos doujin (e indie, um pouco). E apesar de eu não conhecer muito sobre eles (é um mundo ridiculamente grande), estou nele até hoje =) - os jogos são muito mais originais e criativos que a maioria dos trabalhos comerciais, apesar de serem menos apresentáveis.

Faz muito tempo atrás eu tinha vontade de trabalhar com desenvolvimento de jogos, mas acabei me desiludindo por acreditar que jogos eram só feitos para grandes empresas distribuidoras, que eu teria que morar no exterior para poder mexer com isso (inclusive na parte de aprender), e que trabalhar neles me faria perder a diversão de jogá-los.

Bom, não preciso nem falar que eu estava errado em praticamente tudo isso, né XD Isso tudo caiu por água abaixo quando comecei a olhar pra jogos pela análise e não pelo passatempo (acredito que todo mundo que continua jogando games depois de criança tem um pouco essa visão), e quando conheci o mundo doujin/indie.

Hoje sou um dos administradores e fundadores de um fórum de Touhou brasileiro, estou tentando entortar minha carreira acadêmica para o lado da ciência da computação o máximo possível, e estou participando da seleção para entrar no USPGameDev =P

Costumo falar bastante (demais até) e usar muitos emoticons e parênteses quando me comunico por texto =P Português nunca foi meu forte, e acho que essas são ferramentas muito importantes para conseguir passar as infos que existem na conversa normal e que nossa língua escrita não consegue transimitir xD (Já vi grupos de pessoas que se davam muito bem desaparecendo completamente por causa de uma briga na internet seguida de drama, que começou por uma falha de comunicação boba ; meu próprio fórum já quase teve números altos de pessoas importantes indo embora por esse motivo umas 3 vezes também)

Finalmente (aleluia), sobre preferência de jogos, me dou melhor com jogos que dêem importância à execução (teclado/mouse/etc), e também prefiro jogos mais curtos – mas também exijo um pouco de enredo e estratégia.
Em outras palavras: não gosto de RPGs (exceção feita a EarthBound e Chrono Trigger) nem de Puzzles. De resto, se não gosto de algum jogo que não seja nessas categorias, é porque prefiro o estilo de algum outro jogo similar =P

Até o/


#14

Olá a todos!

Eu sou o Marcos, sou de São José dos Campos, mas podem me chamar de Limeira! :lol:

Desde cedo joguei video-games, tive Master System, Mega Drive (xupa Nintendo!), Ps1 e atualmente sou um PC gamer convicto, aprendi inglês pra poder jogar e sempre me dediquei mais aos jogos do que deveria, não é a toa que fazem 6 anos que eu tento me formar, primeiro em Engenharia da Computação e agora em Ciências da Computação, aqui no CAASO (tem gente que chama de USP São Carlos), além disso sou um AIESECo e tenho mais infinitas outras atividades extra-curriculares, mas acho que o mais interessante é que eu sou o Coordenador Geral do Fellowship of the Game, ou FoG, o grupo de estudo e desenvolvimento de jogos do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação, dêem uma olhada no nosso trabalho! http://www.fog.icmc.usp.br

(EStou abrindo um outro tópico para falar mais sobre o grupo, espero que não se importem…)


#15

Olá, Marcos

Bem vindo ao fórum!
Já dei uma olhada no site de vocês e achei bem legal. A iniciativa de vocês é bem parecida com a nossa.
Vou esperar seu outro post para conversarmos mais. :wink:

Abraços,

Vinícius


#16

Bem vindo Marcos!

Bem legal sua iniciativa de entrar em contato com o nosso grupo =). Acho que os grupos tem que se unir mesmo e aprender um com o outro =)


#17

@Samuel OMG você morou em Rio Claro? Eu moro lá, e sou natural de SP também hahah que legal
(depois me apresento)


#18

Hahaha, que legal! Eu era bem pequeno quando morei lá, mas tenho várias boas lembranças da cidade =)


#19

Oi gente!
O pessoal do IME me conhece já, sou da turma deles.

Meu nome é Paulo, e eu tô aqui mais pra participar online mesmo. Não tenho tempo nem idade pra adentrar o grupo, mas espero poder ajudar com algumas coisas tipo postando links pra leitura (q é o q eu vou fazer em instantes, haha!).

É isso! =D


#20

Oh noes!! Tio COSINHA!!! =o
Seja bem-vindo =P