Apresente-se


#121

Design de games =/= arte para games
Um é projetar games, o outro é de fato executar seus gráficos.

E dotes artísticos é mito. Ninguém é expelido do utero pintando o nascimento de venus, as pessoa vai lá e aprende.

O grupo ta aí pra gente aprender. Se vc curte programar e nao curte desenhar, legal, o importante é vc fazer o que curte.

Sorry pelo rant. Pet peeve.


#122

@Kazuo Beleza! É lá no lab 16 mesmo?


#123

Então errei rude hahah Mas esse não foi o maior motivo na epoca, e eu realmente “gosto” do curso que estou fazendo.

Muito legal isso! A princípio não tenho muita restrição… quero aprender haha


#124

Isso!


#125

Olá pessoal!

Meu nome é Éricles, ou como o pessoal da USP costuma me chamar, Périclão (não, não canto pagode).

Sou do Instituto de Química e como todo mundo que está no grupo, amante de jogos.
Não tenho um gênero de jogo específico como favorito, jogo de tudo um pouco e levo todos como influência.

Procurei o grupo porque ultimamente estou tendo aquelas “crises de identidade” sobre o curso que escolhi. Amo química e ciência, ainda mais ensinar Química (sim faço Lic), só que ultimamente estou muito envolvido com jogos de tabuleiro e a vontade de desenvolver algo surgiu. Porém sou um pouco criterioso, não quero fazer qualquer coisa, daí pensei em algum curso de game design, mas por motivos de tempo escasso (que universitário não tem isso? chega a ser clichê) essa ideia vai ser algo inviável por um tempo. Decidi procurar algo na USP que envolvesse design de jogos e bom, achei vocês!

Não manjo nada de programação e de como criar jogos digitais, minha única experiência no mínimo parecida é o RPG Maker e olhe lá. Mas vou tentar contribuir com o grupo do jeito que der pra mim, seja com ideias, críticas, sugestões ou como mais um par de mãos no trabalho braçal, além é claro de tentar desenvolver jogos físicos com a ajuda de vocês.


#126

Seja bem-vindo, Éricles!

Acho que o @Rattman pode dizer mais sobre o futuro do L.I.E.S, mas aproveito para deixar aqui também o GDD (Game Design Document) de um outro jogo de tabuleiro nosso, mais antigo: o Janken Wars. É super minimalista, mas é um bom ponto de partida para estudar game design =)

Fica ligado aí no fórum que daqui umas semanas o grupo volta à ativa!


#127

Oi Periclão vc pode dar consultoria no jogo hipotético de alquimistas q podemos fazer :sunglasses:


#128

hipoteticamente falando, já sou o consultor! kkkkkkk


#129

Opa, vou dar uma lida, qualquer referência pro meu projeto atual é bem vinda.

Férias né? Normal.


#130

Eu gostaria de poder falar do futuro do LIES, mas também não sei. Teoricamente a gente iria fazer uma arte digital para as cartas e deixar no git se alguém quiser baixar e imprimir, mas o grupo parece estar com muita vontade de fazer isso.

Bem, tem um link do git na pagina do projeto do jogo e nele um manual, se quiser dar uma olhada.

E o mais importante, seja bem-vindo, Éricles!


#131

Sup pessoas!
Meu nome é Lucas, faço mestrado em estatística no IME mesmo. Passei a maior parte da minha adolescência grindando nos mmos da vida, apesar de que meu jogo favorito sempre foi worms armageddon. A parte de gamedev sempre foi um mistério, coisa que agora gostaria de desmistificar hahaha.

Meu maior interesse é aprender a desenvolver jogos digitais, mas ficaria feliz em contribuir em qualquer outro aspecto. Tenho pouco conhecimento em programação, provavelmente teria de aprender a maior parte das coisas. Também tenho interesse em aprender sobre IA, estudando a parte mais teórica e também implementando nos jogos.

Valeu!


#132

Bom, com um semestre de atraso acho que é melhor fazer a minha apresentação…

Eu sou o Henrique Serra, conhecido pelo IME como Serrinha, e sou aluno do BCC. Estou no meu primeiro ano e, até o momento, minha perspectiva profissional é me tornar justamente um desenvolvedor de jogos.
Meu gosto por jogos começou cedo, meu primeiro console sendo o gameboy advanced sp e lembro de meu primeiro jogo ser Mortal Kombat, não me lembro qual. Se existe alguma chance de algo ser constante na minha vida é meu apreço por jogos e pela cultura geek num geral.
Quando eu era bem menor eu queria me tornar um designer de games, mas quando eu cresci eu meio que esqueci disso. Me interessei um pouco por psicologia e até uma carreira como detetive, mas no final eu acabei meio perdido, no ensino médio. E, eventualmente, eu lembrei desse meu desejo antigo e vi que tinha muitas histórias para contar, mas eu não era lá muito bom escrevendo nem desenhando elas. Decidi então colocar minha “semi-eficiência” em exatas para bom uso: Ora, dizem que para ser bom escrevendo um livro, é necessário ler. E tudo que eu fiz na vida foi procrastinar os livros pra ficar jogando. Então eu poderia tentar fazer jogos! Eu não era ruim em matemática e tinha uma certa criatividade para usar.
Basicamente é isso que me motivou a entrar no grupo. Além de jogos, eu era bem fissurado em animações japonesas (to sempre indo nos AF’s e Ressacas da vida) mas hoje em dia eu não acompanho tantas. Além disso, eu também curto Homestuck, uma webcomic difícil de definir, e adoro cinema (eu pessoalmente gosto muito de, mas não estou limitado à, filmes de heróis).
Alguns dos jogos favoritos são Watch Dogs (o 1 foi um dos jogos que eu zerei com mais gosto), Kirby (pré-Epic Yarn) e Bioshock.

(Além disso também gostaria de avisar que minha conta ainda não pode postar em “projetos” e preciso que alguma boa alma me ajude com isso…)


#133

Done.

Also this.


#134

Meu nome é Robson, sou aluno do primeiro ano do BCC. Desejo trabalhar na indústria de games como programador e designer. Meus gostos são gerais, mas prefiro estratégia, RPG, card games e visual novels. Além de jogos eletrônicos, gosto de RPG de mesa. Também curto anime e Star Wars.

Prazer em conhecê-los! Espero fazer amigos aqui!


#135

Alooo!

Meu nome é Eduardo Yukio e tenho 24 anos. Depois de 4 anos bem tristes na Poli, cursando Engenharia de Computação, resolvi me mudar para o lado muito mais feliz e maravilhoso da USP que é esse lindo curso de Bacharelado em Ciência da Computação :heart:. O que falar desse instituto que mal conheço mas já considero pacas?

Sempre tive uma paixão muito grande por tudo relacionado à joguíneos. É definitivamente o hobby que mais esteve presente na minha vida e o que mais me define. Gosto de pesquisar sobre a história dos consoles e das empresas, escuto podcasts tanto sobre desenvolvimento de jogos quanto sobre o ato de jogar em si e, já há algum tempo, venho trabalhando num projeto de catalogar os jogos mais relevantes de cada plataforma, que eu preciso jogar antes de morrer. Até agora a lista está com 3200 jogos, então é bem possível que o inevitável ocorra antes de eu terminá-la hahaha.

Meu histórico de jogos é meio não-usual. Eu diria que 90% de todo o tempo que eu dediquei a jogar na minha vida se resumem à 4 jogos: Tibia, Ragnarok, Dota 1 e LoL.

Eu cheguei, sim, a ter um Super Nintendo e um PS1, então tive a oportunidade de jogar alguns clássicos dos consoles como: Super Mario World, Mario Kart, Street Fighter 2, Donkey Kong, Final Fantasy, Crash, Spyro, Winning Eleven e Metal Gear Solid, mas sempre dediquei mais tempo à jogos de PC, como os 4 já mencionados e outros como Counter Strike, Runescape, RF Online, GunZ: The Duel, Super Meat Boy, Binding of Isaac, Fallout 3 e Skyrim.

A partir de todas essas experiências, eu desenvolvi o sonho de ser um Pro-Player e ganhar a vida competindo, vivendo em uma gaming house com o meu time e treinando 14h por dia todos os dias haha. Cheguei a ter um ranking ““alto”” no LoL (Diamond 3) e disputei uns campeonatos nos tempos de Poli, porém, sou bastante avesso à riscos e, como a carreira no cenário de eSports é recente e instável, resolvi seguir um caminho mais “seguro” e ao mesmo tempo divertido: o de desenvolvedor de joguíneos.

Tive a oportunidade de estagiar por 4 meses na Tapps Games e, durante esse ano de 2018, pude trabalhar em alguns jogos aqui no USPGameDev. Essas experiências só reforçaram que eu fiz a escolha certa, gostei bastante!

Pretendo seguir nessa carreira topíssima e, eventualmente, parar com o meu vício em MMOs para ter mais tempo de jogar os joguinhos da minha lista xD.


#136

Compartilha a lista aí :smiley:


#137

Aqui: https://howlongtobeat.com/user.php?n=Sorcker&s=games&custom=1

Eu tento colocar na lista os jogos que entram nesses perfis:
-Clássicos;
-Os chamados “Hidden gems” (joguinhos que não fizeram tanto sucesso mas que são razoavelmente bons);
-Se um jogo clássico faz parte de uma série, eu adiciono a série inteira haha
-Jogos que eu simplesmente tenho vontade de jogar xD
-Jogos muito ruins (tipo E.T. de atari) pra ver o porquê deles serem ruins e não repetir os erros.


#138

Oi gente, meu nome é Rodrigo estou no 5° ano de design na Fau. Nos últimos dois anos passei a me interessar bastante pelo desenvolvimento de jogos. Atualmente, gosto de trabalhar com o game design e o criação da arte.

Desde de pequeno gosto de jogar, mas oq me motivou a produzir foi a liberdade que os jogos indies têm para inovar e busco explorar os limites dessa mídia.

Se alguém estiver precisando de alguém para desenvolver a arte, é só chamar: rodrigorizzo44[arroba]gmail.com


#139

Boa noite, meu nome é Hugo Susumu, estou no primeiro ano de BCC, depois de uns anos no curso de Mecatrônica na Poli descobri que não me interessava pela área e troquei pro BCC. Gosto muito de qualquer tipo de jogos desde que sejam bons. Espero aprender muito participando neste grupo e poder contribuir com algo ao grupo


#140

Bem vindos!